Maria de Prata

As Mulheres do Meu País, Maria Lamas

As Mulheres do Meu País, Maria Lamas

 

Ontem, finalmente, fomos conhecer a Maria e ouvir-lhe as histórias e estórias sem fim, de Portugal dos anos 40 e 50.

Maria era activista política, era feminista e era portuguesa.

O livro cativou, já se sabia, e ficou agendado outro encontro para lhe roubar mais palavras.

Anúncios

Daguerre e o Instagram

“Que delírio que seria o nosso se pudéssemos ver os progressos obtidos pela daguerreotipia dentro de cem anos, quando já não seja uma parcela da vida que se recolhe, mas a vida inteira que se anima e se desenrola perante os olhos maravilhados dos nossos descendentes! Nunca me declarei profeta, mas creio que estas coisas sucederão. Um relato, uma novela ilustrada por um daguerreótipo aperfeiçoado, dar-nos-ia uma série de representações da vida em que tudo nos aparecia mais claro, nítido, numa palavra, mais vivo. Isso seria a melhor das artes”

Champfleury, 1845

Daguisnta